Esta é a hora de programar a reforma da piscina

Quer turbinar o visual do tanque ou mudá-lo radicalmente? O melhor momento para pensar no tamanho da obra é agora

Outono e inverno – quando há menos chuva e o volume de vendas do segmento é menor – são as melhores épocas para iniciar a reforma da piscina. “Ganha-se em atendimento, preço, entre outras vantagens”, resume Adelino de Oliveira Neto, da Nautilus. “Mas o fim de ano, ou seja, agora, é quando precisamos nos programar para a obra”, alerta.

Qualquer plano começa com a consulta a um especialista, mesmo quando se trata de um reparo simples, como trocar azulejos. “Uma piscina linda e bem-feita valoriza o imóvel em até 30%”, ressalta o engenheiro Ricardo Yazigi, da Yazigi Engenharia.

Confira a seguir os detalhes da obra segundo cada tipo de piscina!

De concreto ou alvenaria

Pouco sobrou da antiga piscina, que se transformou neste templo de lazer nas mãos do arquiteto André Oliva, de Salvador. Com 84 m², a nova caixa de concreto revestida de pastilhas de porcelana (Cerâmica Atlas) reúne área de convívio, prainha, spa e raia. (Divulgação//Esta é a hora de programar a reforma da piscina/Tarso Figueira)

Modelos construídos assim podem passar por diferentes tipos de repaginação. “É possível desde renovar o rejunte ou trocar um azulejo quebrado até mudar o formato do tanque, fazer um deck ou adicionar outras atrações”, explica Ricardo Yazigi.

Segundo ele, um revestimento solto no fundo não exigirá o esvaziamento da piscina, basta usar argamassas e rejuntes subaquáticos oferecidos por empresas como Sika e Bautech, entre outras.

Mas um cuidado essencial é evidenciado pelos especialistas. “Se for necessário substituir todo o acabamento, também será preciso refazer a impermeabilização”, alerta Nilton Alves Bezerra, da Campestre Piscinas.

De vinil

O casarão que abrigou a mostra CASA COR Franca, no interior paulista, ganhou uma raia (3 x 12 m) feita de placas de polímero (plástico) e revestida de vinil. A estampa, patenteada pela Artvinil e fabricada pela Cipatex, foi inspirada nas pedras da Indonésia. Projeto dos arquitetos Ângela Dorascenzi, Estela Martins, Mônica Costa e Yuri Miranda. (Divulgação/Marcos Limonti)

O bolsão desse material, que cobre tanques pré-moldados, de concreto armado ou alvenaria, funciona como a roupa da piscina. “Sua durabilidade legal é de três anos, mas chega a dez anos caso seja bem colocado e cuidado”, afirma Amauri Rosa, consultor da Cipatex.

Em caso de reforma, cabe a um especialista verificar o problema e indicar a solução. Pequenos cortes ou furos podem ser reparados sem esvaziar o volume. “Quando são maiores, não recomendamos emendas, mas, sim, trocar o vinil”, fala José Carlos da Silva, da Artvinil.

Antes de instalar o novo bolsão, recomenda-se higienizar a alvenaria, para eliminar fungos e algas, e aplicar uma solução à base de cloro (sempre sob a orientação de um técnico).

De fibra

Na área externa projetada pelo paisagista Ricardo Pessuto, o exemplar de fibra de vidro (iGUi) revestido de pastilhas de porcelana (Cerâmica Atlas) ficou pronto em três dias. (Divulgação//Esta é a hora de programar a reforma da piscina/Claudio Sartor)

Com camadas de fibra de vidro, resina e gel coat, os modelos desse gênero são famosos pela agilidade: a instalação de um tanque de 3 x 6 m e 1,40 m de profundidade fica pronta em até sete dias.

“Se a colocação e a manutenção forem corretas – com atenção aos produtos usados na água –, a durabilidade vai além da garantia de 15 anos”, diz o arquiteto Anderson Macelani, do fabricante iGUi.

Existem casos em que é viável restaurar a fibra e fazer uma nova pintura. “Dá para resolver trincas, rachaduras, polir a superfície desbotada ou reaplicar o gel”, enumera Anderson.

Atualmente, já se cobre a superfície com outros acabamentos, como azulejos e pastilhas, com resultado idêntico ao das piscinas tradicionais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s