Cuidados de instalação e manutenção de paredes de tijolo aparente

O aspecto natural faz desse material um hit. Conheça algumas dicas para garantir paredes com acabamento impecável

  Versatilidade à prova do tempo

Há vários jeitos de incluir o tijolo, em versão aparente, no projeto: descascar a parede, revesti-la ou construir pensando na marca inconfundível do material

Sinônimo de aconchego e solidez, esse elemento acompanha há séculos a história da arquitetura – no Brasil, está presente na alvenaria tradicional. Por isso, muita gente comemora quando encontra, sob o reboco ou outro revestimento, paredes com blocos maciços de barro. Existe ainda quem recorra a plaquetas que imitam o tijolo original ou a exemplares cortados ao meio para revestir superfícies internas e externas. “Esse tipo de material, próprio para acabamento, faz sucesso, pois vai bem dos ambientes clássicos aos modernos”, afirma a arquiteta Tania Eustaquio. Outro benefício vem da eficiência termoacústica e da infinidade de nuances e texturas. “Além dos modelos prontos e das diferentes formas de assentamento e rejuntamento, é possível pintá-los, deixando   aparência uniforme”, explica Adilson Boff, da Cia. das Telhas. Para um resultado primoroso, deve-se contar com uma mão de obra em sintonia com o produto, capaz de acertar no alinhamento das fiadas e na proteção e impermeabilização da superfície.

“Existem hoje inúmeros modelos no mercado, variando cores, texturas e formatos. Há ainda as opções sustentáveis, como as de demolição”
Ana Yoshida, arquiteta

 

HISTÓRIA VALORIZADA: A fim de manter a autenticidade da construção de 1948, a arquiteta Tania Eustaquio retirou com cuidado o reboco antigo, já esfarelando, para deixar à mostra os tijolos da área social. “A rusticidade do material, aqui com função estrutural, é o contraponto perfeito ao mobiliário moderno de linhas retas”, diz a profissional sobre a alvenaria que agora remete a uma escavação antiga. Como proteção para a superfície, ela recorreu a uma camada de hidrofugante, película capaz de barrar umidade e gordura sem impedir que as peças respirem.

HISTÓRIA VALORIZADA:</strong (Rômulo Fialdini/Divulgação)

Paredes em construção
Embora sejam especialmente resistentes e duráveis, os tijolos que permanecerão expostos pedem atenção no manuseio para que nenhum cantinho se quebre. Acertar no nível e no alinhamento das peças na parede é outro cuidado para um excelente resultado. A argamassa utilizada nesse tipo de obra consiste, em geral, de uma mistura de cimento, areia e água feita na obra ou de produtos industrializados prontos, do tipo cimento-cola. Aditivos plastificantes de várias marcas – como Vedacit, Sika e Weber – melhoram o manuseio e otimizam o trabalho.

Rejunte e acabamento
Enquanto a alvenaria sobe, convém limpar os tijolos com um pincel de cerdas de náilon e água limpa para que o cimento não respingue e manche a superfície. Se a ideia for descascar paredes prontas, é preciso remover o reboco cuidando para que as ferramentas não machuquem demais as peças, que ficarão aparentes

Plaquetas e tijolos para revestir

Antes de assentar esses materiais, é preciso conferir o prumo da parede (para que depois os tijolinhos fiquem alinhados) e verificar se a superfície está
limpa, seca e com pequenas ranhuras, que irão aumentar a aderência da argamassa. Verifique se as juntas verticais e horizontais (geralmente de 1 cm) exibem medidas semelhantes, garantia de um visual harmônico.

ATMOSFERA RÚSTICA: O aspecto imperfeito típico dos tijolos agrada aos donos deste apartamento, o que levou a arquiteta Ana Yoshida a forrar a parede com exemplares repletos de irregularidades. “Usamos peças de demolição cortadas ao meio.” Após o assentamento desencontrado (amarrado), as peças foram finalizadas com juntas cheias (argamassa nivelada com os tijolos).

ATMOSFERA RÚSTICA:</strong (Evelyn Müller/Divulgação)

Escolha seu tipo

As diversas opções de tijolo, assim como a variação de juntas e paginação, estimulam a criatividade nos projetos. Confira abaixo os padrões mais comuns

Tamanhos
A maioria dos tijolos aparentes atuais mede, em geral, 5 x 10 x 22 cm, e rende o dobro quando as peças são divididas ao meio (2,5 cm de espessura) para revestir a parede. Alguns fabricantes oferecem as peças com pré-corte. “Prontas para assentar, as plaquetas de barro costumam apresentar 1,5 cm de espessura”, fala Adilson Boffi.

Juntas
Na opção cheia, a argamassa fica alinhada com os tijolos, deixando a superfície uniforme. Já na junta seca, a argamassa é aplicada na parte de trás das peças para uni-las, deixando o rejunte invisível. Vale lembrar, ainda, da versão frisada, em que a argamassa não preenche completamente o espaço entre as unidades, por isso o tijolo aparece à frente do rejunte.

Paginações
“A mais comum e preferida dos arquitetos é a de amarração, em que as juntas entre uma fileira e a outra ficam desencontradas”, fala Pedro Koga, da Padroeira Cerâmica. Junta prumo é um sistema de execução com as peças lado a lado, de modo que as juntas verticais de fiadas consecutivas sejam dispostas de uma maneira coincidente e contínua.

“Os tijolos assentados com junta seca, sem argamassa aparente, conferem visual mais contemporâneo”
Carina Korman, arquiteta

MISTURA DE ELEMENTOS: Com mais de 25 anos de idade, o apartamento ganhou cores e texturas nas mãos de Carina, Ieda e Silvio Korman, do Korman Arquitetos. Eles elegeram um revestimento cerâmico (Tijolo Provence Avignon, 1 x 6,7 x 21,5 cm, da Palimanan) para contrastar com o vermelho da porta e o minimalismo dos móveis. “Optamos pela junta seca, sem rejunte à vista, para conseguir uma aparência mais atual”, explica Carina Korman. No piso, o assoalho de cumaru de demolição (Indusparquet) realça o tom esmaecido dos tijolos.

MISTURA DE ELEMENTOS:</strong (Gui Morelli/Divulgação)

 

Pintura
Se a ideia é colorir os tijolos de branco, recomenda-se usar a tinta acrílica, mais fácil de limpar do que a látex. A cobertura pode ser aplicada com rolo,
deixando a superfície uniforme. “Esse recurso também ajuda a esconder as imperfeições das paredes brutas descascadas”, explica Tania Eustaquio.

Nada de pó
Há um truque para evitar que o tijolo solte pó após a instalação. “Basta esfregar a parede com uma bucha macia e remover a areia sobre as peças”, ensina Pedro Koga. Depois, limpe o local com um pano umedecido e, por fim, impermeabilize.

Proteção garantida
Diversos produtos ajudam a manter o visual dos tijolos sempre bonito, livre de sujeira e umidade. Mas cada um tem efeitos diferentes sobre a superfície porosa e natural do material. “O selador, aplicado com pincel ou rolo de lã sobre a superfície limpa e seca, altera a aparência do tijolo pois forma um filme, mas evita que ele solte pó”, orienta Bruno Pacheco, da Vedacit. Nessa linha há também os vernizes e resinas acrílicas – com cobertura impermeável que escurece as peças e é durável, em opção acetinada, brilhante ou de pouco brilho – e o silicone líquido, que penetra na cerâmica e não forma película nem altera o aspecto final.

“Nem sempre os tijolinhos imprimem um ar rústico ao ambiente. Isso varia Conforme o acabamento”
Carina Korman, arquiteta

 

SUPERFÍCIE NEUTRO: Fãs do tijolo pintado de branco, as arquitetas Fabiana Silveira e Patricia de Palma, sócias do SP Estudio, adotaram um acabamento com esse aspecto para este living. “Apesar da textura que aquece, ele ainda é um elemento neutro”, pondera Patricia. A parede recebeu plaquetas (1,5 x 6 x 21 cm, modelo Lunar, da Pedra Paulista), fornecidas em versão clarinha.

SUPERFÍCIE NEUTRO:</strong (Rafael Renzo/Divulgação)

 

LEMBRA PÁTINA: Em busca de um visual despojado e leve para o quarto deste apartamento, o arquiteto Maicon Antoniolli não só descascou a parede atrás da cama como pintou os tijolos existentes com uma nata de acrílico fosco (Coral). “Se eles ficassem na cor natural, a textura do material competiria com a madeira”, explica o profissional sobre a solução encontrada: depois de diluída em água, a tinta foi aplicada com rolo. Com isso, a cabeceira de pau-ferro ficou em evidência e o visual se equilibrou entre o rústico e o moderno.

LEMBRA PÁTINA:</strong (Marco Antonio/Divulgação)

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Adorei seu post,super bacana! Parabéns.
    Passe no meu blog para dar uma olhadinha acredito que você também irá gostar.Te espero lá!🌸🌺🌼🌻🍀
    criandoumavidasemfrescura.com

    Curtir