Refúgio no interior paulista se alinha com a paisagem

Erguida na região de São Francisco Xavier, esta casa adotou materiais simples e soluções engenhosas e cede o destaque para o verde ao seu redor

Aqui, as manhãs começam devagar. Os que levantam cedo têm o privilégio de ver o sol entrar sem cerimônia através das amplas portas de vidro da sala. Um cafezinho passado na hora se encarrega de acordar os dorminhocos, e todos aproveitam o dia cercados pelo belo cenário. “A planta favorece a convivência. Além de revelar os melhores panoramas apenas na área social, ela não é grande o suficiente para alguém se isolar”, conta o arquiteto Denis Joelsons, autor do projeto com Daniela Baraúna Uchida, filha dos proprietários. 

A casa, pronta em cerca de um ano, pegou o lugar de um antigo chalé de madeira pré-fabricado, cuja estrutura de 16 m² foi comprometida com o passar dos anos. “Desmontamos tudo e guardamos a madeira. Pensamos em reutilizar a matéria-prima na construção de um mirante”, planeja Gabriela. Difícil será decidir a localização do tablado: para onde se olha, a vista é de cartão-postal. As montanhas do Vale do Paraíba dividem os suspiros com a Pedra da Anta, atração em território mineiro visível no horizonte. 

Por ora, todas as atenções se voltam para os pequenos caprichos dedicados ao novo refúgio. A calha que recolhe a chuva, por exemplo, foi direcionada para desaguar bem em cima da pedra junto à entrada. “Com o tempo, o limo vai tomar conta da rocha, criando desenhos bonitos”, imagina Gabriela, que carrega no DNA a típica paciência oriental. O ritmo do relógio também favorecerá o crescimento do fícus, cuja sombra refrescará a chegada dos visitantes, e terá o mesmo efeito sobre a goiabeira localizada atrás da lareira, que já perfuma o platô nos primeiros meses do ano, época da fruta. Motivos não faltam para visitas constantes ao endereço escondido, mas cheio de surpresas e atrativos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s