4 modelos de balanços para dentro de casa e dicas de fixação

Presentes na infância de muitas pessoas, os balanços foram parar dentro de casa. Confira dicas de arquitetos sobre a instalação das peças

EMBALE-SE

No projeto da arquiteta Roberta Banqueri, o balanço de fibra sintética ocupou um canto da varanda. Ultraconfortável, o modelo arredondado (Breton, com 1,50 m de diâmetro. Preço médio R$ 18 mil) foi pendurado diretamente na laje superior do apartamento e reforçado com chumbador. “Existem vários tipos de chumbadores para diferentes objetivos. O mais conhecido é o parabolt, que usei neste caso, indicado para fixação em concreto”, explica a profissional.

Balanço tipo ninho Tipo Ninho

Tipo Ninho (Romulo Fialdini/Divulgação)

 

Veja também
Balanço Swingrest Dedon Parte do lazer

Parte do lazer (Denilson Machado MCA Estúdio/Divulgação)

Ao projetar a ampliação desta cobertura carioca, os sócios Bruno Carvalho e Camila Avelar, da BC Arquitetos, tiveram que reforçar a estrutura metálica que delineou o espaço. “Como não havia laje, e sim um forro termoacústico com gesso, optamos por fixar vigas metálicas na armação para que elas sustentassem o peso do balanço”, conta Bruno. O modelo de fibra sintética (50 x 81 x 89 cm) faz parte da linha Swingrest, da Dedon, e está disponível na Collectania a partir de R$ 26 611.

Balanço Cocar Urbano Escultural

Escultural (Cacá Bratke/Divulgação)

“Antes de instalar o balanço, é preciso conhecer a carga que a laje suporta, geralmente entre 250 kg e 500 kg”, ensina o arquiteto Diego Revollo, autor deste projeto. O modelo Cocar Urbano (59,2 x 59,2 x 72,7 cm, por R$ 17 715), de acrílico transparente, é assinado pela Pax. Arq e foi fixado na laje por um gancho com chumbador de aço para garantir a segurança. Outro cuidado que o profissional destaca é a atenção à área disponível: é preciso verificar se há espaço suficiente (em média, 2 m ao redor) para que a peça não atrapalhe a circulação nem se choque com outros móveis.

Balanço Milão Para curtir em família

Para curtir em família (Denilson Machado MCA EStúdio/Divulgação)

A opção escolhida para este apartamento carioca foi o modelo Milão (1,26 m de diâmetro), da Franccino, que custa R$ 7 102. O tom castanho da fibra sintética combina com a madeira do forro e contrasta com o piso de ladrilho azul. Aqui, a peça foi instalada com parafusos na viga. “Se não for possível prendê-lo na estrutura, o ideal é chumbar o suporte na laje”, diz a arquiteta Fernanda Carminate, do escritório PKB Arquitetos, que assina o projeto.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Novo Shopping – Descubra fabricantes, designers independentes e empreendedores criativos de todos os lugares, tudo em um só lugar. https://artesanei.com.br

    Curtir