Tira-dúvidas da obra: como usar cimento queimado em casa?

Há algum tempo o acabamento que tradicionalmente cobria pisos e paredes de moradas singelas conquistou espaço de destaque em projetos moderninhos. Inspire-se com as propostas a seguir!

Versátil e econômico. Eis as duas principais vantagens do cimento queimado, alternativa em voga que confere atmosfera rústica ou urbana aos projetos.

Na prática, o efeito é conquistado ao distribuir pó de cimento sobre a argamassa ainda úmida com a ajuda de uma peneira de arroz. Em seguida, passa-se a desempenadeira em uma única direção para alisar bem a superfície. Há ainda revestimentos que simulam o acabamento. Prático, prático! 

A seguir, confira algumas dicas fornecidas pela Votorantim Cimentos para acertar em cheio ao escolher o visual acinzentado em sua casa.

Combina com: o cimento queimado vai bem em composições com pastilhas, cerâmicas, ladrilhos hidráulicos e madeira, por exemplo.

A churrasqueira, no canto da sala, é valorizada pelo cimento queimado (Tecnocimento, da NS Brazil) aplicado na divisória. Confira as outras boas ideias desta proposta do escritório ILLA nesta reportagem. (Foto: Marcelo Donadussi)

No chão: apesar de ser um piso durável, simples de limpar e resistente a impactos, é preciso tomar alguns cuidados para manter a cobertura cimentícia intacta. Um deles é o tratamento com resinas acrílicas ou à base d’água que reduzem a porosidade da superfície e evitam o acúmulo de sujeira.

O acabamento aparece no chão, na bancada, na parede e até no teto na proposta do escritório da Casa 100 Arquitetura. (Foto: Paulo Santos)

Na parede: assim como o piso, a superfície deve estar bem limpa, homogênea e livre de tricas. Aplicar cimento colorido na parede, utilizando pó colorante na mistura de cimento com água, é alternativa para dar um ar arrojado aos ambientes.

No projeto de lazer assinado pelo escritório in/ex arquitetura, o cimento pigmentado recobre a alvenaria da cozinha, que inclui forno de pizza e churrasqueira. Veja aqui a reportagem completa. (Foto: Andre Nazareth)

Na decoração: presente na fórmula do concreto, o pó cimentício é matéria-prima para objetos cheios de estilo, como a luminária do estúdio paulista YTA°.

Homenagem aos itens presentes nos canteiros de construção brasileiros, a coleção Pau pr’a Toda usa bloco de concreto, pínus e parafusos galvanizados em peças como a lanterna Concreta (33 cm de altura), com lâmpada filamentada. (Foto: Divulgação)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s