Boas ideias de marcenaria turbinam apartamento de casal jovem

Ter mais espaço para receber foi a motivação de Silvia e Luiz para a reforma, que integrou áreas sociais e varanda e pensou soluções para futuras mudanças

A advogada Silvia Ivamoto gostou tanto do resultado da reforma feita na casa da irmã, que já havia decidido: quando pudesse implementar mudanças em seu apartamento de 78 metros quadrados, chamaria o arquiteto Rogério Shinagawa, responsável pelo projeto. E assim foi.

A moça começou a namorar o consultor Luiz Ferrano e um dos programas preferidos do casal era reunir os amigos para jantares e bate-papos na sala e na varanda. Mas sobrava um incômodo: a área social muito compartimentada deixava tudo meio apertado. “O terraço separado por portas de correr acabava subutilizado”, lembra Silvia.

A varanda tem frigobar e adega embutidos na bancada de apoio (execução da JM Império Móveis). Fora e dentro, o piso leva porcelanato em placas de 90 x 90 cm (padrão Sampa, da Portobello). Banco de Paulo Alves. (Alain Brugier/Alain Brugier)

Uma vez em cena, Rogério propôs a integração dos ambientes, inclusive do quarto de hóspedes – transformado em parte da sala – e da lavanderia, o que daria forma a um grande espaço para receber.

O quarto de hóspedes cedeu sua área à sala de TV, onde a marcenaria desenhada pelo arquiteto Rogério Shinagawa resultou em mais espaço de armazenamento (a estante para livros fica no alto). Sobre o sofá, almofadas da Codex Home. Quadro da Galeria Leme e tapete da Phenicia Concept. (Alain Brugier/Alain Brugier)

“A Silvia também pediu para aumentarmos o seu quarto, pois queria ter ali cama e armário grandes”, conta o arquiteto. Nesse ponto, a solução foi retirar uma das paredes para ganhar alguns centímetros e criar um closet inteiramente de marcenaria. O verso desse novo volume avança no estar, configurando uma espécie de hall de entrada, decorado com um aparador.

Esta vista da área social integrada mostra o volume de marcenaria (à esq.) que encerra o closet e dá forma a um hall de entrada. (Alain Brugier/Alain Brugier)

Outra preocupação da moradora se dirigia à lavanderia – com tudo aberto, como esconder o tanque e a máquina de lavar?  “Camuflei esses itens em dois armários, um alto e outro baixo, que parecem dar continuidade à cozinha. Assim, a impressão é de que eles compõem um mesmo ambiente”, diz o arquiteto.

O armário laqueado de amarelo (68 x 75 x 90 cm) esconde a lavadora de roupas. As prateleiras logo acima lhe conferem ar decorativo. (Alain Brugier/Alain Brugier)

Num imóvel compacto como este, o investimento em marcenaria se revelou um grande acerto, pois as peças de madeira podem ser facilmente removidas no caso de mudanças. Essas, aliás, estão a caminho aqui, pois uma gravidez não planejada aconteceu. Surpreso e feliz, o casal já deixou a cargo de Rogério o desafio de desenhar o quarto do bebê, em breve tomando parte da sala e deste jogo dinâmico chamado vida.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s