Alugam-se boas ideias

Quem disse que tratar um imóvel como negócio dispensa capricho? A reforma deste apartamento de 91 m² atesta que soluções práticas e pontuais, se devidamente planejadas, custam menos e resultam mais

Na terceira vez que a arquiteta Claudia Reis trabalhou para o mesmo cliente, ouviu um discurso levemente distinto. “Quero uma ótima marcenaria e a bom custo”, disse o investidor, interessado novamente em preparar um imóvel recém-adquirido para alugá-lo a seguir. 

As demais premissas de antes continuavam valendo no caso deste apartamento na zona oeste paulistana, entregue apenas no contrapiso. Era preciso conceber um espaço compatível com diferentes jeitos de viver, ou seja, capaz de interessar a vários perfis de locatários, e planejar uma obra rápida, descomplicada e com baixo custo. “O pedido específico surgiu porque, numa reforma anterior, ele havia optado por móveis planejados e não ficou satisfeito com o resultado”, conta Claudia, encarregada também nesta ocasião do pacote completo: projeto arquitetônico, administração da obra e design dos interiores. 

1.Ao lado da porta de entrada, o painel vazado evita que o estar seja devassado. 2. Para economizar, e como o proprietário queria um ar singelo no local, não há armários suspensos, mas prateleiras na cozinha. Em vez de portas no gabinete, uma cortininha. 3. A península de granito preto são gabriel (Marmoraria Casa das Pedras) ampliou a bancada junto à parede. Comporta cooktop e coifa, em posição que facilita o trânsito no ambiente. Os raros armários exibem laminado Formica (ref. L117), mesmo tom da cerâmica decorativa (Liverpool Bleu, 7 x 24 cm, da Portobello) da parede. 4. Adotado em todo o interior, o porcelanato (Concretíssyma Matiz Nude, 60 x 120 cm, da Portobello) oferece bom custo-benefício. 5. Com o arremate do rodapé de PVC branco, supereconômico, o piso não pesou no visual. (Foto: Ana Mello)

Com o já conhecido objetivo em mente, a profissional focou nos pontos-chave. A planta original era bem integrada, então ela buscou demarcar sutilmente, mas não isolar, os ambientes. Um painel ao lado da porta de entrada, portas de correr no quarto, além da cor, aplicada na cozinha, tiveram grande importância nessa tarefa. 

Outras medidas pontuais – bacanas e econômicas – também entraram na conta, fechada com um sorriso no rosto do contratante ao término dos trabalhos. Foram dois meses de jornada e apenas dois dias para firmar um novo negócio. “Esse foi o prazo para o apartamento, prontinho, ser alugado, logo depois de exibido o anúncio”, releva Claudia.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s